terça-feira, 17 de abril de 2018

Ordens estranhas para os crentes da modernidade

Obviamente que o Senhor não nos fala hoje como falou com Abraão, Noé, Moisés e Jonas. Mas, através da orientação da Escritura, o Senhor ordena como deve ser nosso proceder. Deste modo, um homem decidir trabalhar menos, mesmo que envolva perda financeira, para dar mais atenção a sua família, parece ser uma estranha ordem de Deus para os crentes modernos. O exacerbar de trabalho, com a justificativa de ganho financeiro, tem acabado com as famílias, e destruído a relação entre os casais. Por isso, uma maior atenção À família é algo necessário, como, por exemplo, tempo para brincar com as crianças, e um momento semanal para sair com a esposa.

Outra ordem estranha para os crentes da modernidade é a mulher abdicar-se de uma carreira profissional para auxiliar seu esposo no cuidado da família. Com o crescimento do movimento feminista, as meninas já têm sido educadas desde cedo a ter uma profissão para seus sustento. A mesma ênfase não é dada para que a garotinha se prepare para ser esposa e mãe, de modo que sua missão, segundo a vontade de Deus, não é reforçada na educação. As mulheres crentes da modernidade estão mais preocupadas com suas carreiras do que com seus esposos e filhos.

Quando homens e mulheres deixam de observar estas ordens de Deus para a família, ordens tão estranhas em nossa cultura, a igreja segue uma rota ateísta e secular, permitindo que a essência do Evangelho se esvaia, e que o Senhor não seja glorificado em seus filhos.
(Valney Veras - Deus mandou, p.117)

Nenhum comentário:

Postar um comentário